quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Não acreditamos mais em Papai Noel?

   Algumas memórias da infância me fazem lembrar que meus pais diziam sobre a importância de passar o natal juntos, vestir roupas novas, ficar acordado até meia noite, logo após chegar 25 de dezembro dar abraços calorosos nos presentes e trocar alguns presentes (no meu caso, recebê-los mesmo).
    Outras lembranças de uns aperitivos que por si só matavam a fome, afinal comer somente depois de virar o dia não era nada comum. Desde então aprendi que a existência das frutinhas passas era de certa forma importante
    O natal em família é muito comum aqui no Brasil, a maioria de nós já passa esta data com estes entes tão queridos, a comemoração costuma ser suntuosa, a lista de convidados tende a ser grande se você é o anfitrião, a mesa é farta e consta vários alimentos típicos e um tanto peculiares para o calor que costuma fazer no nosso verão tropical.
   A conversa rola solta, muitas opniões são confundidas com argumentos, e o bom senso é colocado de lado por alguns que juram estar somente colocando em prática a boa e velha liberdade de expressão. A TV costuma estar presentes em muitos lares também, já que música e dança não são tão comuns neste momento.
   Mas qual o sentido de estar junto de pessoas que ignoram a existência dos outros entes "queridos" em mais de 360 dias por ano? Talvez pela possibilidade de reencontrar algumas destas pessoas, aquelas que realmente importam e se importam e que por algum motivo não estão "presentes" no dia a dia.
   Quando crescemos ninguém mais fala no papai noel, e alguns símbolos talvez não existam em algumas casas como a árvore, as luzinhas, guirlandas, e até as práticas mudam, o jantar é servido antes da meia noite, não há troca de presentes, a TV substitui a interação entre os convidados...
     Qual seria o motivo de celebrar o natal então?

2 comentários:

  1. Soando um pouco a cliché: o Natal é quando o Homem [Humanidade] quiser.

    É verdade e faz-me confusão essa hipocrisia pegada de muitas pessoas. Passam o ano inteiro não ligando, não dizendo um "oi" sequer, para estarem ali presentes, a falar e a rir, com o maior dos à-vontades, como se fossem todos grandes amigos e se dessem bem.

    Vivemos uma enorme crise de valores no Mundo. O simbolismo do Natal devia ser a união entre as pessoas todas. Mas isso devia ser o mais normal nos restantes 364 dias do ano também. A família somos nós que a escolhemos, ao longo da vida. não podemos escolher aonde vamos nascer, mas os laços que formos criando, nos permitem estender o conceito de família às pessoas com as quais temos mais afinidade, mais cumplicidade. Aqueles que estão lá quando a gente quebra a cara, quando a gente precisa de um ombro amigo ou ligar de madrugada a falar de um encontro que acabou menos bem...

    Papai Noel deveria continuar a existir. Para mim, ele sempre existirá. Haja mais Amor.

    Te desejo um Feliz e Próspero Ano Novo meu querido!

    Abreijos com muitas saudades de bater um papo contigo!

    ResponderExcluir
  2. Compartilho com vs, quase todas as lembranças da minha infância.

    superrolas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Agradeço muito a sua participação! Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...