terça-feira, 4 de outubro de 2016

Olha lá o viado!

Senta lá, Cláudia, bem longe de mim.
   Primeiro vou ter que pedir desculpa pelo desabafo (não é a primeira vez que faço isto) e por escrever um post mais longo do que estou acostumado. No final a reflexão vai valer a pena, senta aí.

   - Querido nem se você quiser me dar o cú eu estou disposto a comê-lo. Meus pais me ensinaram a não comer qualquer porcaria, sim já tive a experiência e não foi nada agradável e ao menos não eram babacas como você que acreditam que pelo modo que seguro minhas bolsas eu 'virei' VIADO.
   2 - Também cansei de ouvir piadinhas e conhecimento raso e nonsense nos meus horários de almoço. Incrível como isto só acontece quando não estão presentes nenhum superior a mesa.
   3 - E para você que tem medo que eu transforme os alunos em viados fica a dica abaixo. Não fiz 10 anos de ensino superior e me mato em eventos acadêmicos para ficar discutindo com quem não sabe nem a diferença entre sexo e gênero.
   


   RECADO FINAL PARA A GALERA TODA: 

   Obrigado.

6 comentários:

  1. Querido Ronaldo,

    começo por dizer que nada tens que te desculpar. O blog é teu e deves escrever sobre o que entenderes. Desabafar faz bem e é das melhores coisas que um blogueiro pode fazer. Abrir seu coração e partilhar o que sente, pois sabe bem escutar/compreender que não estamos sozinho nesta encruzilhada que é a vida.

    é pena, é de lamentar que nos dias de hoje a sociedade ainda seja assim. no outro dia assisti a um vídeo no facebook, precisamente sobre a homofobia aí no Brasil. Um homem fazia comentários maldosos com uma câmara oculta a um casal de rapazes que trocavam carinhos, nada de especial, se me recordo estavam apenas de mãos dadas. a reacção das pessoas foi francamente positiva. Todos se revoltavam perante a indignação do moço, até o policial, que o alertou para que se continuasse a agir assim, teria de ser obrigado a tomar medidas.

    infelizmente, o povo não é maduro o suficiente em todo o lado ainda. Provavelmente, o carinha que falou mal de ti era um metido no armário, com inveja pura de não poder ser um homem espectacular como tu. Não deixes que pessoas assim te desmoralizem! Tu és tu e és bem melhor que muitos desses "frustrados" da vida.

    Um forte abraço, meu amigo!

    #tamojunto! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, Muito obrigado pelo apoio.

      Alguns pontos que me chocaram na situação foi a proximidade com a minha casa, o fato de ser um conhecido e por não querer que meus pais vivessem este tipo de experiência.

      Assisti o filme que você citou e cheguei a ficar muito emocionado com o preconceito retratado e com a reação positiva das pessoas. Infelizmente são poucos que acreditam no respeito às vidas alheias.

      Abraços.

      Excluir
  2. Como as pessoas podem se preocuparem com a vida alheia ao ponto de questionar...
    Tipico de homens mal resolvidos que querem chamar atenção a todo custo...

    Eu não curto levar desaforo pra casa, mas às vezes, o melhor é ignorar, visto que há pessoas que não irão entender porra nenhuma.

    Muito bom seu recado!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro,

      Difícil saber o que fazer nestas situações, por mais que estejamos firmes com uma posição, rola medo, insegurança, vergonha.

      Tão pouco eu sei quais são os motivos destas pessoas em querer agredir outras vidas, outros corpos. Que bom que gostou do recadinho.

      Abraços.

      Excluir
  3. Importa é viver bem connosco mesmos. Os outros que se danem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou considerando que viver significar transgredir e fazer com que os outros me engulam também.

      Excluir

Agradeço muito a sua participação! Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...